Restaurantes

Ver todos

Descontos e Ofertas

Ver todos

Buonasera U.N.O

Niterói

niver no buenasera

Emporio Santa Therezinha Rio de Janeiro

Rio de Janeiro

Cafe da Manhã - Buffet por quilo

Venha saborear o café da manhã, com produtos exclusivos da nossa padaria! 
Sábados & Domingos, de 08h às 11h.

Cozzi

Rio de Janeiro

50% de Desconto em Pizzas e Massas 2f a 4f

Traga um amigo, de segunda a quarta, em nosso restaurante e ganhe 50% de desconto no prato de menor valor.

Lapamaki Lapa

Rio de Janeiro

NIVER NO LAPAMAKI

Comemore seu aniversário conosco , traga 10 amigos e seu rodizio é de graça

É dono de um restaurante?

Faça parte da selecção de restaurantes MyRestaurant.

Arroz de Pato da Amelie Sobral

Leve o pato a cozer em água com sal e junte o ramo de ervas. Adicione também o toucinho. Deixe cozinhar cerca de 1 hora. A meio da cozedura junte o chouriço de carne.

Assim que o pato estiver cozido retire-o do caldo e deixe arrefecer. Retire a pele do pato e esfiape. Retire também o chouriço e o toucinho e corte aos pedaços pequenos.

Coe o caldo e reserve.

Pique a cebola e leve a alourar no azeite, juntamente com uma folha de louro.

Adicione os 3 copos de arroz e deixe fritar um pouco. Entretanto adicione 7 copos do caldo previamente coado e misture bem. Retifique o sal e junte um pouco de pimenta.

Adicione o pato desfiado, o toucinho e o chouriço cortado aos bocados ao arroz e deixe cozer. Quando o arroz estiver cozido, coloque-o numa assadeira e cubra com o salpicão cortado às rodelas.

Pincele com manteiga derretida e leve ao forno a 180°C até que o arroz fique bem dourado e o salpicão crocante.

 

Fonte: kozinharte, Amelie Sobral

Ingredientes

1 Pato grande
3 Copos de arroz
1 Cebola grande
100 gr de toucinho
150 gr de salpicão
250 gr de chouriço
1 Cenoura média
50 gr de manteiga
Ramo de Salsa, louro e tomilho
1 Folha de louro
1 dl de azeite
Pimenta
Sal

Molho Pesto Italiano e sua Historia

Estes ingredientes simples formam um dos molhos mais populares do mundo: o Pesto. Ele surgiu na cidade de Gênova, na Itália, em uma região com condições ideais para o plantio do manjericão.
Esta erva, plantada na região da Ligúria, onde fica Gênova, tem sabor particular e, por isso, recebeu Denominação de Origem Protegida (DOP), indicando ser a planta um produto com características que o tornam único no mundo.
Acredita-se que o molho pesto tenha surgido em meados do século 19, quando a família Ratto deu o nome de “Battuto o sapore all’aglio” a um molho que tinha como ingredientes dente de alho, manjericão, pinhole, queijos pecorino e parmesão ralado. A principal característica do molho era a forma de amassar o manjericão no pilão, e logo o molho foi chamado de “Pestare”, “triturar” em italiano. Com o passar do tempo, o nome evoluiu para apenas “Pesto”.
A receita é simples: começa amassando as folhas de manjericão bem secas, de onde sai o sabor. Em seguida, alho e sal são esmagados junto no pilão. Por último são acrescentados os queijos, os pinholes e o azeite de oliva.

Fonte: lavioletera.com.br/blog

Ingredientes

Manjericão, azeite de oliva extravirgem, alho, pinholes, queijos pecorino e parmesão ralados

Alcatra da Ilha Terceira

Coza a mão de vaca em primeiro lugar, na panela de pressão e durante 30 a 45 minutos com água e sal, até ficar bem cozida.

Coloque as carnes em vinho, alhos e sal, de um dia para o outro ou no mesmo dias durante umas 4 ou 5 horas. Numa panela de pressão, coza as carnes cortadas, a mão de vaca desossada e cortada, o toucinho cortado aos bocados, a cebola, o louro.

Cubra as carnes com o vinho da marinhada. Deixe cozer tudo durante cerca de 30 a 45 minutos, de forma a que fique tudo bem cozido. Depois de tudo cozido, disponha num Alguidar de Barro (ou tacho de barro) as carnes, a mão de vaca e o toucinho.

Cubra tudo com o molho da cozedura. Barre tudo com manteiga em abundância.

Leve ao forno, deixe ferver bem e vá virando as carnes para alourar de todos os lados.

Pode acompanhar com arroz branco, embora a tradição é comer a alcatra com pão molhado no molho, que fica uma delícia. Fonte: gastronomias.com

Ingredientes

  • 1 Kg de carne de vaca (alcatra)
  • 1/2 Kg de carne com osso e tutano
  • 1 mão de vaca
  • 200 gr de toucinho fumado
  • 125 gr ou mais de Manteiga dos Açores
  • vinho Branco
  • alho q.b.
  • cebola q.b.
  • louro q.b.
  • sal q.b.

BOLO DE FUBÁ COM LIMÃO do Chef Guidø Lunardini

Este bolo pode ser feito em uma forma grande, pois tem peso final de aproximadamente 1.300g.
Prepare a forma com manteiga no fundo e nas laterais, sem subir demais nas paredes da forma e a farinha de milho fina (fubá).

Bater as claras em neve,  e acrescente o açúcar, bata mais um pouco, até formar um merenque reserve para o final.
Misture o sal com a farinha de milho, as gemas, as raspas da casca do limão, o suco de limão, o suco de laranja, o óleo. A massa pode ficar muito seca, mas com a incorporação do merengue isso é corrigido.

O melhor é misturar todos os líquidos, e colocando os secos ao poucos. Misture tudo e agora, delicadamente incorpore as claras em neve batidas com o açúcar, mas não utilize a batedeira, use a mão, com um fouet em movimentos suaves apenas para homogeneizar tudo. E por último o fermento e o bicarbonato de sódio, que também não deve ser batido, apenas misturado delicadamente.
Não aprecio as coberturas nos bolos que eu faço, mas se você fizer muita questão, pegue 2 xícaras de açúcar impalpável (ou açúcar de confeiteiro), umas 2 ou 3 colheres de leite, misture bem, e coloque sobre o bolo assim que desenformar, sobre uma grelha. Ou apenas pulverize um pouco de açúcar impalpável sobre o bolo, que fica muito bonito.

Tempo de forno, 45min e temperatura de 160ºC, retire deixe resfriar um pouco, e retire da forma. Lembre-se, este bolo combina muito bem com um bom café do sul de Minas.

Receita e foto do chef Guidø Lunardini

.. blog www.chefguidolunardini.blogspot.com.br

Ingredientes

3un ovos grandes (75g cada um) - separar as claras da gema
200g de açúcar refinado
450g de farinha de milho fina (fubá)
2un limão tahiti (raspas das cascas do 2 limões)
3un laranja de suco
120ml de óleo de milho
7g de fermento químico instantâneo Royal
7g de bicarbonato de sódio
erva doce q.b.
4g de sal de cozinha

Tomate Recheado com Creme Picante de Batata e Manjericão

  • Coloque numa panela a batata, o pimento, o leite e o sal. Leve ao lume (baixo) e coza, mexendo de vez em quando, por 20 minutos, ou até a batata ficar bem macia e absorver o leite.
  • Retire do lume, amasse com um garfo, acerte o sal e reserve.
  • Lave os tomates, faça uma tampa na parte superior e elimine as sementes. Distribua dentro as folhas de manjericão e recheie com as batatas.
  • Decore com segurelha e sirva com rúcula

 

 

In Revista Menu

 

 

Ingredientes

  • 1 batata média descascada e picada
  • 1/2 pimento (picante) picado
  • 1 chávena(chá) de leite integral
  • 8 tomates pequenos (escolher os mais pequenos)
  • folhas de 4 ramos de manjericão
  • sal a gosto